} -->

Cuidados a ter com os alimentos durante a gravidez

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012



Cuidados a ter com os alimentos na gravidez
Durante sua gravidez, você deve ter cuidados especiais com os alimentos que consome porque podem ser nocivos para seu bebê.
Se não os puder evitar, então consoma de modo moderado. Não esqueça que a escolha e conserva dos alimentos, sua preparação e higiene contam muito para a prevenção da saúde de seu futuro filho!

Determinadas substâncias contidas nos alimentos não podem ser ingeridas durante a gravidez. É o caso do mercúrio, a salmonela, a toxoplasmose e a listeria.
A sua alimentação ou o consumo de certas substâncias pode afetar o bebê dependendo da fase de crescimento em que ele se encontra. Por exemplo, até ao final do primeiro trimestre da gravidez o embrião já se encontra bastante desenvolvido, não sendo tão vulnerável aos alimentos consumidos.
No entanto, como mais vale prevenir que remediar, você pode sempre controlar seu regime alimentar e seguir conselhos de um especialista.
Aqui tem alguns conselhos:
• Tome ácido fólico para proteger o embrião;
• Evite consumir determinados alimentos;
• Evite o contato com outras substâncias tóxicas e químicas;
• Evite drogas, tabaco e álcool;  
• Comente qualquer problema que surja com o seu médico.

Durante a gravidez, deve ter em conta a segurança dos alimentos que consome porque isso pode afetar a saúde e o crescimento de seu bebê.
Nesta fase registram-se modificações no sistema imunitário da mãe e que o impossibilitam de rejeitar o ADN do bebê. Dessa forma, acresce o risco de intoxicação alimentar. Entre os cuidados que você, futura mamãe, deve ter com a alimentação, encontram-se a escolha dos alimentos na hora da compra e da conservação, mas também a verificação da higiene de sua cozinha quando os prepara, assim como da maneira como os deve preparar.

O que você deve sim, é seguir uma dieta alimentar equilibrada e saudável, com a boa qualidade nutricional do que ingere.
Se você está grávida, deve seguir um regime alimentar equilibrado e saudável. Saiba que nesta fase importante da sua vida todos os cuidados são poucos na hora de preservar a saúde de seu bebê, além da sua. Para enfrentar as exigências extra do organismo e fornecer ao seu filho os nutrientes essenciais, deverá combinar bem uma variedade de alimentos dos grandes grupos alimentares, além de ingerir líquidos e comer fruta e legumes para evitar a obstipação.

Assim sendo, siga as seguintes dicas de consumo diário:

•  1 a 2 porções de alimentos ricos em ferro (ovos ou legumes verde-escuros e com folhas);
•  2 a 3 porções de lacticínios (leite meio gordo, queijo e iogurtes magros);
•  2 a 3 porções de alimentos ricos em proteína (peixe, frango, carne magra, leguminosas, queijo e frutos secos);
•  3 a 4 porções de legumes (legumes de cores diferentes e pouco cozidos);
•  4 a 6 porções de fruta fresca;
•  4 a 6 porções de hidratos de carbono não refinados (arroz, massa e pães integrais).
Nesta fase da sua vida, você necessita mais que nunca de recarregar baterias, para ter a energia suficiente para o bom funcionamento de seu corpo e um desenvolvimento correto de seu bebê.
Para tal, é importante consumir 5 doses de legumes e frutas por dia.
Um regime alimentar saudável, é composto de uma boa mistura dos nutrientesessenciais. Mas nem só a futura mãe precisa dessa alimentação controlada. Também seu bebê pode beneficiar, por exemplo de uma dieta com baixo teor deíndice glicêmico (ou IG).
Não se esqueça que as necessidades energéticas de cada gestante dependem de seu peso anterior à gravidez e do nível de atividade exercida. Por isso, deve ganhar um peso correto durante a gestação. Isto é, deve ter em conta o Índice de Massa Corporal (IMC). É esse IMC que médico ou parteira determinam no início do período da gravidez. Você também pode ir acompanhando esses valores com a nossa calculadora de IMC Adulto.
Seja qual for o tipo de regime alimentar e a sua situação de saúde, não se esqueça de pensar na segurança dos alimentos que vai ingerir e de tomar as devidasprecauções. Se fizer tudo direito, não vai haver motivo para se preocupar! Você sabe: é tudo pela saúde do bebê que vai dar à luz!
A fibra é bastante importante no terceiro trimestre da gravidez, pois ajuda o sistema digestivo a trabalhar melhor.
As fibras são nutrientes que se podem encontrar nos vegetais que não são digeridos pelo sistema digestivo, e desta forma ajudam a regular o trânsito intestinal.
As grávidas devem ingerir 25 gramas de fibra por dia.
Você pode encontrar fibra no abacate ou mesmo na banana que contém aproximadamente 3 gramas.
Numa porção de brócolis, arroz integral ou feijão também a pode encontrar a fibra.
A fibra faz com que se sinta cheia mais cedo e durante mais tempo, como também é uma maneira de evitar oexcesso de peso.
A abóbora na gravidez: vitamina A, C e magnésio

A abóbora é um vegetal que tem uma grande quantidade de energia e contém numerosos antioxidantes que reduzem a inflamação, dor, infecções e danos para as células. Seu uso na gravidez é essencial.

Os antioxidantes de vários alimentos, como a abóbora, limitam os danos causados ao seu corpo por fatores como a contaminação, produtos químicos, drogas e luz solar. Os efeitos são mais evidentes no terceiro trimestre, quando a carga aumenta os níveis de estresse.
A abóbora também contém magnésio, que produz um tipo de enzima antioxidante que protege tanto a mãe como o feto de problemas ambientais e interiores. O magnésio ajuda o corpo a absorver o cálcio para formar novos ossos e cartilagem. A abóbora contém vitaminas A e C que fortalecem as áreas aquosas e gordurosas do corpo e garantir a saúde das membranas mucosas. A proteção das membranas mucosas é fundamental para a luta da mãe e do bebê contra infecções.
Recomendamos que você coma abóbora, porque é uma fonte de energia muito fácil de digerir e fácil de preparar um prato, como por exemplo, a abóbora recheada assada.
Você sabia?
Para serem eficazes, o cálcio e o magnésio devem ser consumidos numa proporção de 3 para 2. 
Embora seja costume consumir mais cálcio do que magnésio, ambas as substâncias se encontram em bom equilíbrio na composição de uma abóbora.
Caloria 
45
Gorduras saturadas
0,1 g
Proteínas
1 g
Carboidratos
11,69 g
Fibra
2 g
Vitamina C
21 mg
Vitamina A
10630 Ul
Cálcio
48 mg
Magnésio
34 mg
Potássio
352 mg
Manganeses
0,2 mg

Hidratos de carbono

Qualquer alimentação de uma gestante inclui hidratos de carbono ou carboidratos.
Estamos a falar de pão, cereais, batatas, arroz emassas.
Escolha os “bons” hidratos de carbono, ao invés de gorduras e açúcares.
Tenha em conta que estes nutrientes devem ser ingeridos em poucas quantidades, segundo uma dose diária recomendada.
Manter uma dieta saudável durante a gravidez é muito importante. O seu corpo precisa de energia para funcionar corretamente como também para fornecer os nutrientes necessários ao seu bebê.
Comer por dois não significa exatamente duplicar a quantidade, mas sim, aumentar a qualidade nutricional dos alimentos que você ingere.
A ingestão de calorias deve-se aumentar apenas nos últimos três meses de gestação. Em vez de consumir 2000 calorias por dia passará a 2200. Para chegar ao número de calorias esperado, você pode comer um pedaço defruta, acompanhado por um copo de leite ou um suco de frutas, por exemplo.
A ideia mais importante que tem que ter em mente é: alimentar-se da forma mais saudável possível, consumindo proteínas, hidratos de carbono,vitaminas e sais minerais.
Deve também ter em conta as porções ou doses que deve ingerir, por dia, de cada grupo alimentar. Deve fazer entre 2-3 porções de proteínas, 2-3 porções de lacticínios, 1/3 de hidratos de carbono (ou carbohidratos), do consumo total de calorias.Você deve também comer pelo menos cinco doses de frutas e legumes, 1/3 delípidos, uma quantidade mínima de açúcares e ingerir muitos líquidos.

Mercúrio

Durante a gravidez é necessário ter cuidado com os alimentos que contêm mercúrio.
Esta substância pode afetar do desenvolvimento do sistema nervoso do feto.
O mercúrio faz parte da composição de alguns peixes. Por isso, a mulher deve evitar comer peixes de água doce, assim como espadim, tubarão e espadarte.
No entanto, não deve cortar radicalmente o peixe! Isto significa que você pode consumir peixe mas não coma mais de 2 doses por semanas (cerca de 140 g) de peixe gordo como, por exemplo, cavala, sardinhas, atum e trutas.

Dicas para gestantes na hora da ceia de Natal e Ano Novo
É muito difícil pensar na ceia de Natal e Ano Novo, sem associar a uma mesa farta repleta de gostosuras que aparecem com toda a força nesta época. Apesar do sentido vital destas comemorações serem a partilha, o encontro com amigos e familiares e as reflexões sobre nossas atitudes, os pratos saborosos e calóricos sempre se fazem presente.
Mas, ceder às tentações da gula não é um bom negócio para a saúde, principalmente para as gestantes e para o bebê. Por isso, para curtir o próximo dia 25 e 31 sem nenhum contratempo alimentar, a dica é o equilíbrio. Isso não significa abrir mão de todas as delícias, mas se elas forem preparadas e combinadas de outra forma, a culpa e o peso na consciência e no corpo ficarão bem mais leves.
O bom senso é a melhor decisão a ser tomada, inclusive à mesa. Se ingeridos de forma controlada, nenhum alimento precisará ser eliminado, segundo Maria Cláudia Ortolani, nutricionista do instituto Ganep Nutrição Humana, em São Paulo.
A especialista explica que a digestão na gravidez é mais lenta e o consumo exagerado de gorduras, açúcares e frituras podem ocasionar mal-estar e problemas gastrintestinais. O ideal é ingerir alimentos que tenham baixo teor de gorduras, condimentos, sódio, açúcares e carboidratos.
Mas, se mesmo assim houver algum deslize, o importante é fazer uma dieta de compensação no dia seguinte, abusando de saladas e sucos para ajudar a eliminar as toxinas. São sugeridos tomar água e chás – mínimo 2 litros, no total - e comer frutas, vegetais e legumes, sem restrição, em cada refeição que deve ser feita em um intervalo de duas horas e meia.

Anote aí:

Sinal verde:
- Carnes magras como frango, chester e peru;
- Peixes como salmão, sardinha, arenque e truta. Evite consumi-los crus, pois o mercúrio presente em muitos deles pode prejudicar o feto;
- De acompanhamentos, escolha apenas um ou dois tipos. Pode ser arroz integral, farofa sem bacon (com frutas in natura ou secas), batatas (assadas ou cozidas), verduras e legumes.
- As carnes devem ser assadas, cozidas ou grelhadas;
- Tempere a comida com condimentos naturais tipo salsinha, cebolinha, alecrim, manjericão, cebolinha, hortelã e aipo (salsão). Ricos em vitaminas, eles ajudam na digestão dos alimentos;
- Frutas como abacaxi, manga, pêssego, cereja, ameixa e uvas, que estão na época;
- Nozes, amêndoas e castanhas, que são ricas em Ômega-3, um ácido graxo essencial à formação do sistema nervoso da criança e que ainda inibe a vontade de comer doce;
- Sorvetes à base de iogurte e de frutas da estação são boas opções para sobremesa;
- Uma pequena fatia de panetone está liberada, mas apenas aqueles feitos de frutas cristalizadas. Os "chocotones" são proibidos;
- Para beber, sucos e água de coco;

Sinal vermelho
- Carnes gordurosas, apesar de deliciosas, devem passar longe: lombo, tender e pernil;
- Não abuse de massas e arroz com frutas secas - esta mistura é altamente calórica;
- Evite maionese e acompanhamentos cremosos, com molhos. Eles são mais gordurosos e podem causar azia, mal-estar e sonolência;
- A ingestão de gorduras e óleos trans deve ser abolida. A margarina e as gorduras hidrogenadas trans elevam o colesterol ruim (LDL), baixam o colesterol bom (HDL), aumentam a incidência de doenças cardíacas e diminuem o volume e o valor nutritivo do leite materno;
- Evite condimentos industrializados, que são ricos em sódio e podem aumentar a retenção de líquidos e a pressão da gestante, naturalmente mais alta nesta fase;
- Adoçantes não devem fazer parte da dieta da gestante. Mas se você não resistir a uma sobremesa, opte pelos doces feitos com sucralose ou stévia;
- Se você é daquelas que pensam que uma tacinha de champanhe não faz mal, saiba que o álcool agrava o quadro de refluxo e azia e pode atravessar a placenta atingido o bebê.

 
Central Life © 2012 | Designed by Bubble Shooter, in collaboration with Reseller Hosting , Forum Jual Beli and Business Solutions